Matérias Cadastradas

Grandes Eventos

25/02/2015 às 17h07m30s

Notícia acessada 314 vezes

Rio-2016 deve ter segurana pblica no lugar de empresa privada


RIO DE JANEIRO (Reuters) - Foras de segurana pblica devem ser utilizadas nas arenas esportivas dos Jogos Olmpicos de 2016 no lugar de agentes privados, disse nesta segunda-feira o secretrio-executivo do Ministrio do Esporte, Ricardo Leyser.

Segundo ele, a proposta foi apresentada aos integrantes do Comit Olmpico Internacional (COI) que visitam o Rio esta semana para inspecionar os preparativos dos Jogos, e a entidade dever se manifestar na entrevista de quarta-feira sobre a questo. Com a deciso, a chamada "segurana patrimonial" deve passar a ser de responsabilidade pblica.

A medida tem vrias motivaes, de acordo com o secretrio. Uma delas financeira, tendo em vista que sero empregadas foras regulares que j esto na folha de pagamento das trs esferas de governo.

Outra motivao o fato de as foras regulares de segurana terem uma qualificao superior a de agentes privados, como os "stewards" que atuaram na Copa do Mundo do ano passado no pas, segundo Leyser.

"Podem ser tanto militares da ativa como aposentados... ou fazer um pagamento extra por horas extras de trabalho para reforar a segurana", afirmou. "No obrigatoriamente precisa estar fardado ou armado. No Pan (Rio-2007) usamos a Fora Nacional com uniforme dos Jogos", adicionou.

A segurana patrimonial inclui a proteo do interior de arenas e dos esportistas, alm da vistoria de torcedores com raio X e detector de metal na entrada das arenas. Originalmente, essa segurana seria realizada por uma empresa privada contratada, enquanto as foras pblicas ficariam responsveis pela proteo da cidade.

Nos Jogos Olmpicos de Londres-2012, a empresa particular contratada para fazer a segurana do evento sofreu problemas financeiros s vsperas da Olimpada, o que forou o governo a convocar militares de ltima hora para realizarem o servio.

"Essa nossa ideia responde a uma preocupao que surgiu em Londres. A ideia aproveitar ao mximo as foras pblicas que tm salrio custeado para reduzir custos e risco, dada a experincia de Londres", afirmou Leyser.

APO

Enquanto os dirigentes do COI visitam o Rio, o governo federal corre contra o tempo para anunciar o novo presidente da Autoridade Pblica Olmpica (APO), rgo responsvel por fiscalizar os preparativos do evento.

O ex-presidente da APO, general Fernando Silva, deixou a funo faltando um ano e meio para os Jogos para assumir uma alta posio militar.

O ministro do Esporte, George Hilton, admitiu nesta segunda que h pressa para a escolha do substituto, e que o nome deve ser conhecido em breve.

"A APO uma parceira, e no que depender de ns, vamos cooperar", disse. "Isso tem de ser definido logo."

Um dos cotados seria o ex-tesoureiro da campanha da presidente Dilma Rousseff, Edinho Silva.

(Por Rodrigo Viga Gaier)
Copyright Thomson Reuters 2012


    Fonte: R7 com Reuters

Matérias

Armas, Munições, Petrechos de Recarga e Coletes Balásticos Como Repassar Munições 3 matéria(s) Carro Forte Certificado de Vistoria de Carro-Forte 3 matéria(s) CNV - Carteira Nacional de Vigilantes Mudanças na expedição da CNV 1 matéria(s) Credenciamento de Instrutor Requisitos para Credenciamento de Instrutor 1 matéria(s) Empresa Especializada Nova Empresa de Vigilantes em Campina Grande - Paraíba 2 matéria(s) Escola de Formação Escola de Formação de Vigilantes Black Fire 1 matéria(s) GESP Consultoria e Assessoria Gesp 4 matéria(s) Grandes Eventos São João de Campina Grande x Grande Eventos 4 matéria(s) Legislação e Justiça Projeto de Lei do Estatuto da Segurança Privada 3 matéria(s) Notícias 1º Fórum paraibano em Segurança Corporativa 34 matéria(s) Plano de Segurança Plano de Segurança Bancária 1 matéria(s) Sindical Dia de Festa para os Vigilantes 6 matéria(s) Vigilante Cadastro biométrico dos vigilantes da PB 7 matéria(s)