Matérias Cadastradas

Notícias

23/02/2015 às 08h45m32s

Notícia acessada 431 vezes

Segurana privada em alta movimenta bilhes no setor


Expectativa de que o mercado de segurana fature R$ 15 bi at o fim do ano; j h mais vigilantes particulares do que PMs no Pas

A insegurana e o medo da violncia so as principais causas do crescimento do mercado de segurana particular no Brasil. A expectativa, segundo a Federao Nacional das Empresas de Segurana e Transporte de Valores (FENAVIST), de que at o final de 2010 o setor deva faturar R$ 15 bilhes.

De acordo com nmeros da Polcia Federal, existem 452 mil vigilantes particulares legalizados trabalhando no Pas. Desde 2009, o nmero superior ao de policiais militares, com efetivo total de 411 mil.

Os recentes casos de invaso a condomnios e shopping centers chamam a ateno e auxiliam no crescimento do setor. Nmeros do Secovi (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locao e Administrao de Imveis Residenciais e Comerciais de So Paulo), mostram que em 2010 j ocorreram 19 invases a condomnios em So Paulo. Sob a mesma sombra de ameaa na capital paulista, os shoppings j somam 16 casos de invases, furtos e tentativas, sendo 11 deles apenas no segundo semestre, com base em dados da Alshop (Associao Brasileira de Lojistas de Shopping).

Para Luciano Caruso, gerente de Marketing e de Operaes da Graber, a segurana um investimento cada vez mais necessrio para as empresas. As empresas e os condomnios j perceberam que a segurana privada indispensvel na atualidade. Com profissionais treinados e capacitados, ningum ter sua vida colocada em risco e no haver danos ao patrimnio, disse.

Com este crescimento representativo, desenvolve-se tambm um mercado de segurana, mas o de segurana particular clandestina. Pessoas sem treinamento, mal preparadas, sem porte legal de armas e sem a percia tcnica que um vigilante particular de uma grande empresa legalizada possui. Est em incio de trmite um projeto cujo objetivo criar o Estatuto da Segurana Particular, que visa barrar a atuao de vigilantes clandestinos, punir os envolvidos neste mercado e auxiliar o cliente para que no contrate servios ilegais. importante as pessoas pesquisarem sobre a empresa e se certificarem de que ela confivel, declara.

Nos ltimos anos, o que se observa um investimento por parte das empresas de segurana em seus funcionrios. Algumas oferecem cursos e treinamentos constantes. Na Graber, os funcionrios passam por treinamentos e palestras de atualizao com as novidades do mercado, fazem cursos e-learning e so remunerados de acordo com os servios prestados em escala de evoluo. Ns temos essa viso pioneira de valorizao do funcionrio, isso acaba refletindo no trabalho e os funcionrios ficam mais incentivados a proteger nossos clientes, explica Luciano.


    Fonte: http://www.vigilanteqap.com.br/

Outras Notícias




































Matérias

Armas, Munições, Petrechos de Recarga e Coletes Balásticos Como Repassar Munições 22 matéria(s) Carro Forte Certificado de Vistoria de Carro-Forte 22 matéria(s) CNV - Carteira Nacional de Vigilantes Mudanças na expedição da CNV 22 matéria(s) Credenciamento de Instrutor Requisitos para Credenciamento de Instrutor 22 matéria(s) Empresa Especializada Nova Empresa de Vigilantes em Campina Grande - Paraíba 22 matéria(s) Escola de Formação Escola de Formação de Vigilantes Black Fire 22 matéria(s) GESP Consultoria e Assessoria Gesp 22 matéria(s) Grandes Eventos São João de Campina Grande x Grande Eventos 22 matéria(s) Legislação e Justiça Dois projetos sobre segurança pública ganham regime de urgência 22 matéria(s) Notícias 1º Fórum paraibano em Segurança Corporativa 22 matéria(s) Plano de Segurança Plano de Segurança Bancária 22 matéria(s) Sindical Dia de Festa para os Vigilantes 22 matéria(s) Vigilante Cadastro biométrico dos vigilantes da PB 22 matéria(s)